16 de outubro de 2013

Compro de quem faz

Compro de Quem Faz!

Sabe aquelas coisas que a gente bate o olho e já sente (sem nem pensar): isso sou eu!

Compro de Quem Faz sou eu – e mais um montão de gente.

É um movimento bacana que chama a atenção para o que muitas antenas já estão sintonizando: o valor e a satisfação de adquirir algo feito por quem faz não tem preço.

Cresci numa família cheia de gente que faz: pai, mãe, irmã, irmãos, avós, avôs, tia, tio, sobrinho, sobrinha... E sendo eu também alguém que gosta de fazer, nada mais natural do que aderir com orgulho a este movimento.

As peças e os objetos que eu mais amo foram feitos por alguém. Comprados ou presenteados são colares, brincos, roupas, brinquedos, carteira, bolsa, botão (!)... São objetos com alma, com vida, com horas da dedicação e da inspiração de alguém (pessoas que eu conheço ou não).

Outro dia comprei confeitos para bolo que na embalagem trazia os dizeres: “cuidado, frágil: este pacote contém horas de trabalho”. Os confeitos nem eram lá muito bonitos, mas só esta frase já me conquistou e me fez feliz. Saber que alguém fez me deixa feliz.

Para quem ainda não viu, recomendo o episódio com a Priscilla, da Cumbuca Chic. Lindo, inspirador e delicado.

Compremos de quem faz!

Cartas de Tapi