18 de abril de 2016

Ovo





-- Mãe, de que bicho você acha que é esse ovo?

De olhar, imaginei que fosse de lagartixa (ah... O que mães e pais tem que saber...)
A certeza veio pela internet.

O descobridor do ninho de lagartixa foi o filhote, que com seu olhar de raio X identificou (sei lá como) algo diferente em uma fresta do concreto do estacionamento.
Olhou, observou, vasculhou e no dia seguinte, munido de uma caixinha de acessórios para pegar coisas inusitadas, acabou pescando de lá um ovinho.



Levou o ovo para casa e em um pote plástico colocou terra, folhas, tiras de jornal e um pouco de água. Cobriu com um tule e deixou em um canto da varanda.

-- Por que, água, filho?
-- O ninho de lagartixa tem que ser quente úmido, mãe. Eu pesquisei.

Santo Google que ensina até a fazer ninho de lagartixa.

Dias depois encontramos o ovinho quebrado (é ele aí na foto do início do post) e a lagartixinha escondida no meio das folhas... Êêê! Deu certo! (ufa...)


Ela ganhou um lar temporário, para que pudessemos observá-la melhor e, logo em seguida, assim que o menino distraiu, ela fugiu da caixa e sumiu pelos cantos a procura de bichinhos para comer.


...

Por aqui o interesse na vida animal continua o mesmo. Sempre que aparece uma oportunidade, estamos nós de olho. Planeta Terra ao vivo e sem cortes.