16 de setembro de 2014

Tempo para fuxicar


E não é que encontrei um tempinho para fuxicar?
Nunca tinha feito fuxico...
Oooh, que moça virtuosa!, você pode pensar.  
Virtuosa e prendada, digo eu. (hohoho!)

Pois voltando ao fuxico... agora, a pedido da escola, me coloco a fuxicar sempre que posso, nas esperas.

Sou perita em transformar esperas em momentos para mim: costuro, leio, tricoto, escrevo, fotografo...
Quando não tenho o que fazer em um momento de espera (tipo fila em mercado, onde até leio), foco na respiração consciente.

É o meu tempo vago entre a rotina.
Adoro esperas produtivas!