11 de junho de 2013

Para mulheres de verdade – parte 1

Li recentemente 2 livros que tenho tido vontade de recomendar a várias mulheres com quem converso. Os motivos são vários, mas o principal: simplesmente por serem mulheres.

Sinceramente, acho que são livros que podem fazer bem a toda e qualquer mulher interessada em desenvolver-se pessoal, emocional ou profissionalmente.

Apesar de terem abordagens e apresentações diferentes, apesar de serem escritos por mulheres com perfis bem distintos, ambos falam abertamente sobre diversos tabus do universo feminino e nos convidam a refletir sobre eles – e mudá-los.

Ambos me fazem borbulhar por dentro enquanto os leio.

Em ambos me identifiquei com diversas situações descritas e imagino que muitas mulheres sentirão o mesmo. Por isso... mulheres, recomendo muitíssimo.

Hoje vou falar de um deles (amanhã postarei sobre o outro).

...


Succulent Wild Woman, by Sark

Este livro já até apareceu por aqui, nesta foto (em meio aos livros das crianças, em uma manhã de leitura logo cedo na cama ensolarada).

Uma de-lí-cia de livro.
Fora do padrão, suculento já no nome, este livro é totalmente diagramado à mão, cheio de pequenas ilustrações espalhadas pelo texto. Nas palavras da autora: é meio como que ler seu (dela) diário pessoal.

Sark fala sobre diversos assuntos, compartilha suas próprias experiências, dá várias indicações de livros e sugestões para viver uma vida mais rica (em todos os sentidos) e criativa.

Divertido como o texto, o layout do livro convida a participar da brincadeira – difícil ler e não sentir vontade de grifar/pintar/escrever/desenhar nele.


Obs: procurei, mas não encontrei a versão em português. Parece que por enquanto só em inglês.

Para saber mais sobre a autora, visite o site: Planet Sark


...

Amanhã é a vez do outro livro (em português).