21 de maio de 2013

Norma "inculta" padrão

Chega o filho, entusiasmado com algo que achou muuito legal:
– Mãe, este brinquedo é "mal" legal.

E eu:
– É "mó" legal, T.

...

A filha usa esse mesmo "mal" legal.
E já ouvi outras crianças falando assim.

Seria esta a evolução (?) do "mó" legal?
Seria eu ultrapassada?

...

Mó antiga, ao que me parece.
(pelo "mó" inclusive)
;o)