20 de dezembro de 2011

Proncovô?

Fim de ano, as festas logo aí.
Um cansaço monstro. Rumo indefinido.
Um gosto de estranhamento na boca.

O tempo voa e me deixa para trás.